62.327.40 FAROL DA MANHENHA
PIEDADE • MANHENHA, PONTA DA ILHA
EDIFÍCIO ISOLADO
ARQUITECTURA PÚBLICA CIVIL
PAISAGEM PROTEGIDA DE INTERESSE REGIONAL
(Decreto Legislativo Regional nº12/96/A, de 27 de Junho)
ÉPOCA DE CONSTRUÇÃO INICIAL: SÉC.XX
DESCRIÇÃO: Edifício constituído por três corpos implantados em forma de "U" (destinados a habitação dos faroleiros), com a torre no espaço central do "U".
Todos os corpos têm um só piso, planta rectangular e paredes rebocadas e pintadas de branco com excepção do soco e molduras dos vãos. O corpo da base do "U" está ligeiramente saliente em relação aos outros dois. A cobertura é em chapa ondulada, com excepção dos beirais que são em telha de meia-cana de produção industrial.
A torre, de planta quadrangular, tem os cantos facetados e é rematada por uma cornija apoiada em cachorrada. No cimo encontra-se a lanterna, em metal, circular, encimada por uma cúpula.
Encostado à torre existe um pequeno corpo, rectangular, com cobertura de três águas em chapa ondulada, formando uma pequena sala de entrada.
Existe também uma ligação entre a torre e o corpo principal interior do "U", com cobertura de duas águas em chapa ondulada.
ESTADO DE CONSERVAÇÃO: Bom
FUNÇÃO INICIAL: Farol
FUNÇÃO ACTUAL: Farol
BIBLIOGRAFIA E DOCUMENTAÇÃO DE REFERÊNCIA: Lista de Faróis, Bóias Luminosas, Radiofaróis, Sinais de Nevoeiro e Sinais Horários e de Mau Tempo, Estações Radiotelegráficas e de Socorro a Náufragos Existentes na Costa de Portugal, nos Arquipélagos dos Açores e Madeira e Colónias, Direcção de Faróis, Lisboa, 1949
OBSERVAÇÕES: É o farol mais recente dos Açores, construído em 1946.
DATA DE LEVANTAMENTO: 1998-03-30
< anteriores




seguintes >
mapa: 327
Pico, Lajes
Inventário do Património Imóvel dos Açores
Última actualização em 2006-03-08