62.316.49 CASA DOS BOTES BALEEIROS - AO PORTO DA CALHETA DE NESQUIM
CALHETA DE NESQUIM • JUNTO AO PORTO DA CALHETA DE NESQUIM
CONSTRUÇÃO UTILITÁRIA
AGRÁRIA, PISCATÓRIA OU DE PRODUÇÃO ARTESANAL
ÉPOCA DE CONSTRUÇÃO INICIAL: SÉC.XX
DESCRIÇÃO: Edifício de planta rectangular destinado à guarda de botes baleeiros, constituído por dois grandes corpos contíguos.
Cada um dos corpos tem dois grandes vãos, com lintel (de betão) a toda a largura da fachada principal. Em cima deste lintel existe uma portada com janelim na parte superior, com lintel também em betão.
O resto do imóvel é em alvenaria de pedra seca com cobertura de duas águas, para cada corpo, em telha de meia-cana de produção industrial, com as cumeeiras perpendiculares à fachada.
Contíguo à fachada principal, do lado esquerdo, situa-se um pequeno corpo de construção recente, rebocado e pintado de branco, para abrigo do guincho.
No tardoz, entre os dois corpos principais, situa-se outro corpo de menor dimensão, construído em alvenaria de pedra seca e com cobertura de uma água, também em telha de meia-cana de produção industrial, que se destina ao arrumo de apetrechos ligados à actividade.
ESTADO DE CONSERVAÇÃO: Bom
FUNÇÃO INICIAL: Casas de botes baleeiros
FUNÇÃO ACTUAL: Casas de botes baleeiros
OBSERVAÇÕES: Apesar da inserção de elementos construídos fora do contexto da construção tradicional (telhas de produção industrial e vigas de betão), este imóvel mantém a sua expressão e contribui para a qualificação do ambiente portuário.
DATA DE LEVANTAMENTO: 1998-04-18
< anteriores




seguintes >
mapa: 316
Pico, Lajes
Inventário do Património Imóvel dos Açores
Última actualização em 2006-03-07